A maioria das mães se desespera quando seus pimpolhos apresentam aumento de temperatura. O que elas não sabem é que a febre nada mais é que uma reação do organismo à presença de algum agente estranho (vírus, bactéria e outros) com o intuito de ativar o nosso sistema de defesa. Em maiores temperaturas, produzimos mais anticorpos e recrutamos mais células de defesa para o local agredido. Portanto, o uso de antitérmicos de forma indiscriminada, enfraquece o sistema imunológico, favorecendo o agente agressor. Excetuando-se crianças com histórico de convulsão febril ou doenças cardiopulmonares, recomenda-se seu uso apenas quando a temperatura ultrapassar os 37,8 graus e sempre sob orientação médica. Outras medidas úteis são lenços úmidos na testa, banho morno e desagasalhar as crianças. Nada de álcool ou banho gelado!