Existe uma relação direta entre alimentação e o funcionamento do labirinto que é o principal responsável pelo equilíbrio do corpo humano. O labirinto é o único órgão do corpo que não consegue armazenar glicose para utilizar em momentos de jejum prolongado. Isso o torna suscetível a prejuizos no funcionamento em várias condições metabólicas como diabetes, por exemplo. Portanto, algumas orientações nutricionais são importantes, por exemplo: Alimente-se a cada 3 horas a fim de evitar queda nos níveis de glicose que poderiam causar interrupção no funcionamento do labirinto (lembre-se que "ele" não sabe armazenar energia); Evite o consumo de alimentos ricos em açucar refinado a fim de evitar picos da insulina; Dê preferência a alimentos produzidos com farinhas integrais; Controle a ingestão de lactose já que grande parte da população adulta tem um certo grau de intolerãncia à lactose; Reduza o consumo de cafeina e xantinas presentes em refrigerantes a base de cola, chás pretos, café, guaraná, chocolate e energéticos; Beba muita água.